Celulares pagam contas, metrô e controlam a casa

“No começo, diziam que os celulares eram parecidos com canivetes suíços. Mas hoje eles superaram, e muito, as poucas funcionalidades do canivete”. Essas são palavras de Fiori Mangone, diretor de vendas e serviços da Nokia, para tentar explicar as inúmeras funções de um celular.

Hoje as pessoas utilizam os smartphones não apenas para ligar, escutar músicas, navegar na web, manter agenda ou tirar fotos pela câmera. Os aparelhos já são testados como GPS ou para realizar transações financeiras.

Os celulares, com a integração da web, podem funcionar como verdadeiros guias de ruas, já que mapas estão disponíveis e se integram com o GPS embutido dos aparelhos.

Além disso, as operações bancárias já são comuns em países da Europa, América do Norte e Ásia. Você pode, por exemplo, aproximar seu telefone de um dispositivo para andar de metrô ou fazer compras em shoppings.

No Brasil, um piloto de projeto desenvolvido pela operadora de cartão de créditos Visa começou a ser testado e promete tais funções para o aparelho. A ideia é que a primeira fase termine no final do ano e a tecnologia de pagamentos sem contato já esteja no mercado em 2010.

Mas não é só GPS ou transações financeiras que incrementam o celular. Empresas já disponibilizam, inclusive para clientes brasileiros, aplicativos para automação residencial usando o iPhone. Você pode controlar todos os aparelhos de sua casa à distância.

Além disso, o celular pode ser servir para o entretenimento, mas de uma forma avassaladora. O Nokia Comes With Music, por exemplo, oferece acesso ilimitado a um enorme banco de músicas. Tudo dentro das normas da lei.

Segundo dados fornecidos pela Nokia, já são mais de 5 milhões de músicas disponíveis. “A vantagem está na solução do conjunto. Queremos vender o celular, mas também compartilhar os serviços e firmar parcerias”, afirmou Mangone.

Já no que diz respeito ao futuro, o aparelho ainda reserva inúmeras surpresas. É o caso da Realidade Aumentada, que ganhou força em 2009. Em um futuro não muito distante, você pode, por exemplo, apontar a câmera para um edifício e obter todas as informações.

Em compras, por exemplo, um novo tipo de código de barras já está em teste. O QRCode permite transformar os códigos 2D em objetos com informações detalhadas. Basta apontar a câmera do celular. Mas, Mangone crê que no futuro até o Qrcode será obsoleto, já que informações como a marca, logotipo e modelo estarão no banco de dados da rede.

O executivo não vê limites para a utilização dos smartphones. Mangone crê que os documentos e os cartões, ou seja, a própria carteira, estará integrada ao celular. “Será uma mistura de dois mundos. O real e o virtual. Mas eles vão ficar cada vez mais próximos

Anúncios

Galeria de fotos: Nokia Booklet 3G

Publicado por Henrique Martin em 02/09/2009 – 07:449 comentários

IMG_3047

Um “espião” deste Zumo lá no Nokia World mandou umas fotos do novíssimo Booklet 3G, que também teve suas especificações completas e preço (575 euros!) divulgados hoje. Vamos às fotos?

 

Rio de Janeiro é o estado com maior cobertura 3G do Brasil

As redes 3G das operadoras estão longe de atingir grande parte do Brasil. O Rio de Janeiro é o estado com maior quantidade de municípios atendidos pela tecnologia.

Segundo relatório da Teleco, 44,6% do estado já tem a cobertura 3G. Em segundo lugar aparece o Espírito Santo, com 29,5% dos municípios atendidos, e em terceiro vem São Paulo, com 20,2%.

No Brasil, a rede 3G está disponível apenas em 11,3% de todos os municípios. Com as operadoras disponíveis, 40% da população já tem acesso ao 3G.

A estimativa, de acordo com o relatório, é que a banda larga móvel ultrapasse a fixa em 2011, já que o número de smartphones deve crescer nos próximos anos.   

Leia mais:

Mapa wiki mostra onde tem 3G no Brasil

Escrito por Bruno Roberti às 11h47

Dia 2 de setembro. Aniversário da internet?

Getty Images

A internet, para alguns, completa 40 anos de existência nesta quarta-feira, dia 2 de setembro.

O embrião da web, que deu origem à Arpanet, foi a troca de mensagens de testes entre dois computadores vizinhos, feita por cientistas da Universidade de Los Angeles, na Califórnia.

Na ocasião, em 1969, cerca de 20 pessoas se reuniram no laboratório de Kleinrock para verem dois computadores trocarem dados sem sentido por meio de um cabo de 4,5 metros.

Segundo matéria do Telegraph, a data é controversa com tantos avanços da internet. O jornal levanta outras datas importantes, que também poderiam ser comemorativas.

Uma delas é o início do ano de 1983, quando computadores da Arpanet foram obrigados a adotar o protocolo TCP / IP, usado ainda hoje.

Já a famosa World Wide Web (WWW) foi criada em março de 89, pelo cientista britânico Tim Berners-Lee, que fez um eficiente sistema de publicação e acesso à informação.

Por fim, o primeiro navegador foi desenvolvido em abril de 1993. O Mosaic, precursor do Netscape Navigator e do internet Explorer, ajudou a popularizar a internet.

E você? Qual data acredita que seja a melhor para comemorar o aniversário da internet? 

Leia mais:

Navegue pelos sites antigos com o WayBack Machine

Relembre as tecnologias que fizeram sucesso no início da web

Álbum do túnel do tempo

Como surgiu a internet?

Escrito por Bruno Roberti às 10h24

Google explica problemas no Gmail

A falha no Gmail que atingiu muitos usuários na última terça-feira foi explicada pelos programadores do Google.

Segundo post no blog do Gmail, alguns servidores foram tirados do ar para manutenção de rotina e atualização.

Só que os acessos ao e-mail eram tantos, que os analistas não perceberam que os servidores de roteamento, que fazem a conversação entre máquinas de clientes e o banco de dados, ficaram sobrecarregados e pararam de funcionar.

Como o Gmail possui diferentes servidores espalhados pelo mundo e as requisições também vêm de locais diferentes, os roteadores não conseguiam encaminhar as solicitações corretas.

De acordo com o Google Apps Dashboard, o serviço permaneceu por quase duas horas instável. Os programadores se desculparam e afirmaram que o problema serviu de alerta.

Leia mais:

Gmail volta a funcionar após pane

Gmail enfrenta problemas e fica fora do ar

Escrito por Bruno Roberti às 10h47