Exportação de software brasileiro deve chegar a 3,5 bilhões em 2010

Essa é a meta da Brasscom e Apex, que lançaram nesta quinta-feira (24/9) relatório sobre setor de TI no País.

Com uma participação de 7% no produto interno bruto (PIB) nacional, o mercado de tecnologia é um dos mais importantes para a economia brasileira. Aumentar as exportações na área para a casa dos 3,5 bilhões até 2010, contra 2,2 bilhões de dólares em 2008, é um dos principais objetivos da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).

O primeiro passo para atingir essa meta foi consolidar informações do setor e reunir em um relatório denominado Brasil TI-BPO Book 2008-2009, que busca demonstrar que o País tem um mercado maduro de tecnologia e que está apto a receber investimentos. O estudo foi formulado com o apoio das consultorias A.T. Kearne, IDC, e Booz & Company.

Hoje, o país que mais exporta serviços ainda é a Índia, que deve finalizar 2009 com 55 bilhões de dólares em exportações. Segundo o presidente da Brasscom, Antonio Gil, a Índia deve manter essa posição, enquanto o Brasil luta pelo terceiro ou segundo posto, em um mercado que é disputado por países como China, Rússia, México e Filipinas.

Segundo o estudo, o mercado global de serviços de TI-BPO na modalidade offshore vai movimentar 84 bilhões de dólares, número que deve chegar a 101 bilhões em 2010. Para abocanhar parte desse investimento, o relatório defende que o Brasil tem conhecimento do negócio, profissionais qualificados, infraestrutura robusta e suporte do governo, com investimentos e incentivos fiscais. As fontes públicas de financiamento somaram 120 bilhões de dólares em 2007.

Além disso, o relatório demonstra um ambiente econômico, político e legal favoráveis, compatibilidade cultural, proximidade de fuso horário e empresas bem estabelecidas, com conhecimento de legislação local e totais condições de oferecer serviços de qualidade dentro de prazos aceitáveis.

Apesar do cenário, Gil destaca que há muitos pontos para serem melhorados e nos quais a entidade pretende atuar, como custo da mão de obra brasileira e questões relacionados à qualificação, sobretudo no idioma inglês. “Mesmo assim, o País tem total condições de se diferenciar nesse mercado competitivo, mostrando seus diferenciais de inovação, alto valor de serviços, entre outros”, afirma.

A Apex, por sua vez, está investindo cerca de 60 milhões de reais para criar campanhas de marketing e divulgar os serviços do Brasil no exterior. São 30 milhões em recursos públicos e mais 30 milhões das iniciativas privadas

Por Rodrigo Afonso, da COMPUTERWORLD

24 de setembro de 2009 – 19h12

Fones permitem parar e recomeçar a música sem mexer nos controles

 

Divulgação

Fones de ouvido inteligentes que param a música quando retirados do ouvido facilitariam a vida de quem anda sempre atarefado.

O MH907, novo fone de ouvido da Sony Ericsson possui uma tecnologia chamada SensMe que interrompe e recomeça a música do ponto onde parou somente ao tirar e colocar um fone no ouvido.

O SensME é uma tecnologia de movimento que também já está integrada em outros dispositivos da empresa, como o celular W902, que permite mudar faixas de música ao chacoalhar o aparelho.

O fone de ouvido está disponível nas cores preta e amarela e branca. O cabo mede 164 cm de comprimento e o gadget pesa quase 26 gramas.

 

Por Bruno Roberti às 14h46

Anatel elimina DDD de 446 cidades do Brasil que passarão a fazer ligação local

São Paulo, 18 de setembro de 2009 – Dentro de pouco mais de 60 dias, a população de 446 localidades, entre municípios e distritos, será beneficiada com a extinção das tarifas interurbanas nas ligações para áreas vizinhas.

As alterações no regulamento sobre áreas locais para o Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC) foram aprovadas ontem (17/09) por unanimidade pelo Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

As novas regras serão publicadas no Diário Oficial da União. A partir dessa data, começa a ser contado o prazo de dois meses para adequação das operadoras. A Anatel faz uma revisão anual desse regulamento desde 2006.

“Como os municípios vão crescendo naturalmente e as cidades locais vão se aproximando, não há por que se cobrar interurbano de uma localidade para outra”, afirmou a conselheira diretora Emília Ribeiro.

Localidades de diversos Estados do país serão beneficiadas. Uma das maiores reduções de custo para o usuário virá da alteração na configuração da área local de Florianópolis, com a inclusão de localidades dos municípios de Águas Mornas, Santo Amaro da Imperatriz, Antonio Carlos e São Pedro de Alcântara.

Tarifa mais barata

Assinantes desses municípios, que fazem uso médio 100 minutos/mês em chamadas para Florianópolis, pagam atualmente R$ 0,16 pelo minuto de ligação e passarão a pagar R$ 0,10 – uma redução de 32,71%. Continue lendo

Google Docs ganha editor de equações matemáticas

Ainda não há como saber se a novidade é muito recente ou se já existia há algum tempo, mas um editor de equações matemáticas foi adicionado pelo Google no Docs, sem menção oficial. Já disponível há um bom tempo para os usuários do Knol, ele pode ser acessado pelo menu Inserir (em inglês, Insert) do serviço.

Equações matemáticas no Google Docs

Trata-se de algo bastante usado por matemáticos, engenheiros e outros cientistas, que preparam publicações dentro de uma linguagem de marcação específica, conhecida como LaTeX. Ela é bastante complexa (o que torna o recurso não muito intuitivo para qualquer um), mas também conta com uma bela tipografia para artigos científicos, que o Google Docs apenas compreende gerando resultados em imagens.

Se tiver bons conhecimentos de LaTeX, você pode digitar código livremente (já adianto que eles não podem ser muito grandes), ou então selecionar símbolos e operações nos menus que ficam em cima do editor. Uma API não documentada do recurso de gráficos do Docs converte o código em imagens com texto no sistema LaTeX em tempo real, e a insere no documento mantendo controle preciso do código de origem, para uma edição futura.

Para quem não quer desembolsar grana em adquirir soluções para fórmulas matemáticas no Mac, usar o Google Docs passa a ser uma ótima escolha. Mas também é interessante ressaltar os aplicativos nativos que oferecem ainda mais recursos para essa área, como a dupla MathType + Pages ‘09.

por Silvio Sousa Cabral | 17/09/2009

TIM venderá Galaxy e Magic

Felipe Zmoginski, de INFO Online

Quinta-feira, 17 de setembro de 2009 – 16h46

 

Dilvulgação

TIM venderá Galaxy e Magic
TIM venderá HTC Magic e Samsung Galaxy

SÃO PAULO – Após os fabricantes Samsung e HTC anunciarem a estreia de smartphones com Android no Brasil, a operadora TIM disse hoje que será a primeira a comercializar os aparelhos no país. 

O primeiro celular com Android a chegar às lojas no país será o Samsung Galaxy, com preço sugerido pelo fabricante de R$ 1799.

Leia também:

   Pesquisa analisa fabricantes de smartphones (18/03/2008)

Este valor poderá ser reduzido em parte, em função dos subsídios da operadora.  A expectativa da TIM, que recebe os primeiros lotes de Galaxy esta semana, é oferecer os aparelhos para venda até o final deste mês. Já o Magic tem vendas previstas para o final de outubro.

Segundo a TIM, os dispositivos serão entregues com aplicativos de serviços da operadora já instalados, como TIM Studio, TIM Music Store e TIM Games

Folha de S. Paulo inaugura jornal digital

Guilherme Pavarin, de INFO Online

Domingo, 13 de setembro de 2009 – 10h32

Reprodução

Folha de S. Paulo inaugura jornal digital
Edição digital da Folha de S. Paulo: disposição de elementos é igual a da versão impressa

<!–Tags:–>

 

Nokia lança netbook resistente a quedas e promete bateria de 12 horas

A Nokia insiste em ter criado uma nova categoria de computadores, mas as características básicas não mentem. Trata-se de um netbook: pequeno, ultraportátil, com processador Intel Atom e voltado às aplicações básicas de internet.

Chamado de Booklet 3G, o aparelho foi apresentado na semana passada, no Nokia World, em Stuttgart, e tem como grande destaque sua bateria de 16 células, que promete 12 horas de duração, ou ao menos oito se executar programas mais exigentes, segundo a Nokia.

Outra novidade é o Windows 7, que deve otimizar o desempenho do computador e ocupar menos espaço do que o XP.

Divulgação
Netbook roda com Windows 7 e tem teclado espaçoso; Nokia promete bateria de 12 horas
Netbook roda com Windows 7 e tem teclado espaçoso; Nokia promete bateria de 12 horas

Apesar da tentativa de rapidez, o pequeno é extremamente lento para ligar e desligar.

Com testes feitos em três diferentes máquinas, ele levou em média um longo minuto para desligar e outro para ligar. No geral, porém, teve bom desempenho. Nos testes, chegou a executar oito programas ao mesmo tempo sem engasgos.

Quedas

Um destaque do Booklet é sua resistência a quedas –na demonstração, o funcionário da Nokia jogou várias vezes o aparelho no chão, sem consequências aparentes.

O Booklet 3G tem entrada para chip SIM, USB e HDMI. O computador traz 3G integrado, Bluetooth, Wi-Fi e lê cartões de memória. Tem 1 Gbyte de RAM e disco rígido de 120 Gbytes.

O aparelho também tem câmera integrada de 1,3 Mpixel, microfone e alto-falantes -que decepcionam pela baixa potência de som. A tela de dez polegadas tem cobertura de vidro e alta resolução (1.280×720).

O Booklet 3G é pequeno e leve, pesa em torno de 1,2 kg. O touch pad é suficiente e o teclado surpreende, já que as teclas são espaçadas.

O netbook é feito de alumínio e totalmente selado -sem saída de ventilação. Funciona silenciosamente e o calor é dissipado através do alumínio.

O preço previsto é salgado: 575 euros. No Brasil, deve chegar em um ano.

A jornalista AMANDA DEMETRIO viajou a convite da Nokia

Leia mais

Outras notícias em Informática

AMANDA DEMETRIO
enviada especial da Folha a Stuttgart (Alemanha)