Samsung também anuncia smartphone com Android no Brasil

Lançado mundialmente em junho, Galaxy chegará às lojas brasileiras nesta semana, promete fabricante. Aparelho tem preço sugerido de R$ 1.799.

Algumas horas depois de a HTC anunciar nesta quinta-feira (17/9) a chegada ao Brasil de seu HTC Magic, um de seus celulares com Android, a Samsung fez o lançamento nacional do Galaxy, o smartphone da companhia que também roda o sistema operacional móvel do Google.

Também conhecido com o i7500, o Galaxy tem tela com tecnologia AMOLED (Active-Matrix Organic Light-Emitting Diode, um avanço na tecnologia OLED que consome menos energia). Além disso, o equipamento possui GPS e câmera de 5 megapixels capaz de gravar vídeo.

Oferece suporte a redes Wi-Fi, tem conexão 3G e velocidade de até 7,2 Mbps em redes HSPA (High-Speed Packet Access). O Galaxy chega às lojas ainda nesta semana e custará 1.799 reais, afirmou a Samsung.

A operadora Tim já anunciou que venderá o aparelho. A disponibilidade para as demais operadoras ainda não é confirmada pela empresa.

 

Redação do IDG Now!
18-09-2009
Anúncios

TIM venderá Galaxy e Magic

Felipe Zmoginski, de INFO Online

Quinta-feira, 17 de setembro de 2009 – 16h46

 

Dilvulgação

TIM venderá Galaxy e Magic
TIM venderá HTC Magic e Samsung Galaxy

SÃO PAULO – Após os fabricantes Samsung e HTC anunciarem a estreia de smartphones com Android no Brasil, a operadora TIM disse hoje que será a primeira a comercializar os aparelhos no país. 

O primeiro celular com Android a chegar às lojas no país será o Samsung Galaxy, com preço sugerido pelo fabricante de R$ 1799.

Leia também:

   Pesquisa analisa fabricantes de smartphones (18/03/2008)

Este valor poderá ser reduzido em parte, em função dos subsídios da operadora.  A expectativa da TIM, que recebe os primeiros lotes de Galaxy esta semana, é oferecer os aparelhos para venda até o final deste mês. Já o Magic tem vendas previstas para o final de outubro.

Segundo a TIM, os dispositivos serão entregues com aplicativos de serviços da operadora já instalados, como TIM Studio, TIM Music Store e TIM Games

Motorola aposta tudo em celular com Android

Reuters Sexta-feira,

04 de setembro de 2009 – 19h42

Reuters

Motorola aposta tudo em celular com Android
Logo da Motorola em sede da empresa em Illinois: risco continua a ser o de que os novos modelos não sejam únicos o bastante para seduzir os consumidores.

<!–Tags:–>

NOVA YORK – A Motorola precisa emplacar os novos celulares que colocará no mercado na semana que vem, para convencer Wall Street de que ainda tem lugar no setor mundial de telefonia móvel.

Microsoft planeja enfrentar iPhone e Android com duas versões do Windows Mobile

A Microsoft não desiste nunca! Depois de ter ignorado o iPhone como concorrente e ter sido pega de surpresa por rivais como Google e Palm, aparentemente ela criou uma estratégia para recuperar o terreno perdido. Fontes próximas ao jornal DigiTimes, de Taiwan, informam que Steve Ballmer teria decidido contra-atacar com duas versões simultâneas do seu sistema operacional móvel.

Logo da Microsoft

A ideia é enfrentar o Android com o Windows Mobile 6.5 — que deverá ser lançado em 1º de outubro e será destinado a dispositivos _mais simples_ —, enquanto a versão ainda mais parruda, já batizada de Windows Mobile 7, ficará com a função de destronar o iPhone OS.

 

Pensando bem, se tomarmos como base o jeito Microsoftiano de atuar no mercado, essa é a ideia mais genial de todas. Acompanhe o raciocínio: sé é preciso derrotar a concorrência, nada melhor que copiar as melhores ideias (isso se chama benchmarking) do iPhone melhor concorrente e enfrentar os outros mais facilmente.

O Windows Mobile 6.5 é exatamente isso. Desenhado originalmente para enfrentar a plataforma móvel da Apple, ele conta com interface redesenhada para dispositivos com telas sensíveis ao toque, contará com o IE Mobile para navegação irrestrita, suportará o Flash Lite e serviços similares ao MobileMe, além de uma App Store própria.

No entanto, para enfrentar o iPhone OS agora, a Microsoft — que reconheceu que precisa de algo um pouco mais elaborado — precisaria entregar o Windows Mobile 7 — com lançamento planejado para fevereiro de 2010 — para smartphones topo-de-linha que tragam capacidades superiores e recursos mais avançados, na esperança de desafiar a crescente soberania do seu principal rival.

Windows Mobile 7

A estratégia não é bem vista por especialistas do mercado, que acreditam que a solução irá confundir ainda mais os consumidores e minará as possibilidades de crescimento da plataforma. Em Redmond, a crença é justamente inversa, visto que em número de aparelhos eles conseguiram um desempenho até notável.

Pessoalmente, eu prefiro acreditar que a melhor saída seria replicar o sucesso obtido com o console de jogos Xbox, que foi brilhante ao entregar uma plataforma de desenvolvimento mais acessível, ou até planejar alguma forma de associar os dois produtos. Porque, pelo visto, a Microsoft esqueceu que volume de opções faz uma bela diferença. 😉

por Newton Mota | 20/08/2009

Celular com Android custará até 25% menos que iPhone no Brasil

Modelo U8220, da fabricante chinesa Huawei, chegará às prateleiras em novembro, a tempo das promoções de Natal

O primeiro celular com o Android, sistema operacional do Google, produzido pela fabricante de equipamentos de telecomunicações Huawei, chegará ao Brasil com preço entre 20% e 25% menor que o valor do iPhone. Segundo o diretor de terminais da empresa, Luis Paulo B. Fonseca, o preço final do aparelho dependerá da estratégia de subsídio e de lançamento de cada operadora.

O modelo que chegará ao País é o U8220, cujo nome comercial ainda está em fase de definição. A estratégia das operadoras é ter o aparelho nas prateleiras em novembro, a tempo das campanhas de Natal, afirma o executivo.

De acordo com Fonseca, a Huawei já deu início ao processo de homologação do aparelho junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e a estimativa é que a análise seja concluída em dois meses. Em paralelo, a fabricante trabalha para embarcar o pacote de aplicativos do Google, em português, no celular.

Em fevereiro, a Huawei e a operadora TIM anunciaram um acordo para trazer aparelhos com Android ao Brasil. Apesar disso, Fonseca diz que a parceria não significa que a empresa italiana terá exclusividade na venda do U8220 no País. Pelo contrário, a fabricante chinesa está discutindo com outras operadoras sobre o aparelho. “A TIM, com certeza, está na frente, mas não terá exclusividade”, afirma.

Celulares com recursos mais sofisticados, chamados high end, explica Fonseca, não são aparelhos de mercado de massa – costumam vender entre 10 mil e 15 mil unidades por mês. Por isso, a estratégia da Huawei será tentar comercializar o modelo com Android por mais de um canal, em uma tentativa de ganhar escala.

Fonseca diz que não é possível estimar o volume de vendas do modelo, porque “tudo dependerá do esforço de marketing que as operadoras farão em relação ao aparelho”. Em 2010, a Huawei pretende lançar outros dois ou três modelos com o sistema operacional do Google no mercado nacional, mas ambos serão destinados a um público menos sofisticado que o foco do primeiro celular a chegar no País.

O U8220 tem tela sensível ao toque de 3,5 polegadas, sistema de posicionamento geográfico via satélite, recurso de troca de arquivos bluetooth, e as tecnologias de transmissão de dados High Speed Packet Access (HSPA) e High Speed Downlink Packet Access (HSDPA), que garantem alta velocidade no download e no upload.

A Huawei lançou seus dois primeiros celulares com Android em fevereiro, durante o congresso de mobilidade 3GSM. Os modelos apresentados na feira são o C8000 e o U8230.

Por Fabiana Monte, da Computerworld

18 de agosto de 2009 – 17h06