Saiba como escolher o netbook certo para suas necessidades

GAVROCHE FUKUMA
colaboração para a Folha de S.Paulo

Antes de comprar um netbook só porque achou bonitinho ter um computador que cabe na bolsa ou na mochila, você deve conferir se é isso mesmo o que você precisa. Mais importante ainda é verificar se ele vai conseguir atender a todas as suas necessidades.

Esqueça os netbooks caso seu ramo de atuação esteja voltado para programas gráficos. Você até consegue armazenar e exibir fotos ou pequenos vídeos, mas dificilmente conseguirá editar imagens e filmes muito pesados.

  Arte/Folha de S.Paulo  

“Esses aparelhos só são indicados pra quem utiliza o computador na maior parte do tempo para rodar programas como Word e Excel, ou apenas para acessar a internet”, diz Rodrigo Toledo, que publica um blog sobre mobilidade.

Outra limitação é a incapacidade de rodar jogos. Só mesmo os games muito simples conseguem ser instalados. “Aumentar a memória RAM não resolve esse problema porque o que faz falta nesse caso é uma placa de vídeo”, diz Toledo.

Além dessas limitações, o netbook também é desaconselhado para pessoas com mãos muito grandes, já que o tamanho do teclado acompanha as dimensões da tela, dificultando bastante a agilidade de uso.

“Esses computadores foram feitos, na minha opinião, para pessoas que precisam de mobilidade e para isso estão dispostas a abrir mão de desempenho e conforto, tanto visual quanto físico”, analisa Roberto Hirata Júnior, professor de ciências da computação na USP.

Para um de seus alunos, no entanto, o aparelho é o parceiro ideal para o dia a dia. “Uso meu netbook para os trabalhos de faculdade e para o desenvolvimento de projetos pessoais. Já fiz nele um aplicativo para celulares Nokia e desenvolvi parte de um jogo em Flash”, conta Igor dos Santos Montagner.

Anúncios

Ataques a Twitter e Facebook vieram de hackers russos

O ataque DoS (Denial of Service) ao Twitter e Facebook na última quinta-feira foi causado por hackers russos.

O alvo dos hackers seria um blogueiro da Georgia, identificado como Cyxymu, já que o nome de usuário estava no banco de dados de todo os sites atacados, segundo informações do chefe de segurança do Facebook, Max Kelly, em reportagem da Cnet.

Em entrevista ao jornal The Guardian, o blogueiro georgiano acusou os membros do Kremlin, governo russo, pelos ataques. Para Cyxymu, as invasões foram uma tentativa de silenciá-lo sobre o comportamento da Rússia na região da Ossétia do Sul, alvo de invasões e conflitos.

Além do Twitter e do Facebook, sites como o Google, Youtube e LiveJournal também foram atacados, mas o sistema de segurança não deixou que os serviços ficassem fora do ar, como aconteceu com a rede social e o microblog.

Escrito por Bruno Roberti às 10h31

 

Hitachi lança primeiro HD de 2TB e 7.200 RPM

Reprodução

O primeiro HD de 2TB de 7.200 RPM deve chegar logo ao mercado. A Hitachi anunciou que vai lançar o Deskstar 7K2000, o primeiro com estas configurações no mercado de disco rígido de 3,5´´.

O novo produto oferece memória cache de 32MB e uma velocidade de 3GB/s com a interface SATA.

Além disso, o Deskstar promete 10% de economia de energia e maior eficiência.

A empresa ainda não anunciou quando as vendas vão começar e nem o valor.

Escrito por Bruno Roberti às 11h01

 

Ataques ao Twitter e Facebook servem de alerta a empresas e internautas

Problemas podem ser resultado de códigos maliciosos instalados em grande quantidade em computadores de uso doméstico.

Mais do que o transtorno de não permitir a troca de mensagens com amigos ou até mesmo a realização de ações de marketing, a pane nos serviços do Twitter e do Facebook nesta quinta-feira (6/8) deve ser acompanhada com atenção por empresas e usuários comuns por algumas razões. 

A primeira delas é que esse tipo de problema pode facilmente ocorrer de novo e em diferentes redes sociais. A segunda é que ataques de negação de serviço, que buscam sobrecarregar sites e atrapalhar seu funcionamento, podem ser usados também contra empresas.

Para o cidadão comum, o alerta é que os computadores pessoais costumam ser usados em situações desse tipo, sem que o internauta saiba.

Segundo o Symantec Security Response, unidade da Symantec responsável pela detecção de ameaças na internet, ataques como os que acometeram o Twitter e o Facebook – chamados pelos especialistas na rede de “Negação de Serviços Distribuída, da sigla em inglês DdoS (Distribuited Denial of Services) – podem ser resultado de códigos maliciosos instalados em grande quantidade nos computadores de uso doméstico.

Assim, as máquinas são monitoradas e controladas de forma remota. É o que acontece com as redes de PCs zumbis. O objetivo é enviar o maior número possível de solicitações ao site atacado. No ano passado, a Symantec identificou uma média de 75.158 computadores infectados por redes zumbis, um aumento de 31% em relação a 2007.  

José Matias, gerente de suporte técnico da McAfee, empresa especializada em segurança na rede, afirma que alguns cuidados básicos podem evitar que as máquinas pessoais sejam tomadas pelas redes zumbis.

Medidas, aliás, conhecidas de muitos usuários, mas nem sempre seguidas. “É fundamental ter um antivirus atualizado e um Firewall. Esse é o mínimo de segurança com o qual todo usuário deve se preocupar. E atitudes como essas diminuem os riscos a ataques”.

Matias destaca também a importância de utilizar programas de verificação de confiança antes da navegação por sites desconhecidos. “Também não se deve publicar dados pessoais em sites de relacionamento, para que um atacante não use a engenharia social para conseguir acesso à máquina”.

 No caso das empresas, é importante ter ferramentas capazes de evitar ataques, como a IPS (Instrusion Prevention System, ou Sistemas de Prevenção de Intrusões).

“A empresa deve estabelecer uma política de segurança e divulgá-la aos funcionários, prevenindo atitudes não recomendadas que possam colocar a rede corporativa em risco”, reforça o especialista.

Celular-relógio da LG pode chegar ao Brasil neste ano

Celular-relógio da LG pode chegar ao Brasil neste ano

O celular relógio que a LG anunciou em janeiro já tem preço definido na Europa: ele custará 899 euros (1.290 dólares) e será vendido com exclusividade pela operadora Orange, mediante contrato de 12 ou 24 meses, informou o blog Engadget.

O LG’s G910 tem tela de 1,4 polegada sensível ao toque. Como o aparelho não conta com muitos botões, é a partir dessa tela que as principais operações do telefone móvel são selecionadas.

Ele ainda permite chamadas por vídeo a partir de uma pequena câmera embutida no telefone, e a conexão com a internet com velocidade de até 7,2 megabits por segundo.

A LG afirmou que o aparelho chegará ao Brasil até o fim de 2009. Ainda não há informações sobre preço.

Publicado por Evelin Ribeiro, às 12h20