Twitter sofre ataque nesta manhã e fica fora do ar

Twitter sofre ataque nesta manhã e fica fora do ar

 

O motivo do Twitter estar fora do ar desde as 10h20 – horário de Brasília – desta quinta-feira, 06, de acordo com o blog do portal, foi devido a um ataque de Distributed Denial of Service – DDdoS – causado por um ou mais crackers.

Ataques desse tipo têm o objetivo de atrapalhar a conexão entre o site e as pessoas que o acessam, deixando a infraestrutura do portal sobrecarregada e, consequentemente, tirando o serviço do ar.

Ao acessar a página do Twitter, é possível visualizar a home, mas o usuário não consegue fazer o login para entrar na interface do portal. Um post no blog oficial do site, publicado por volta do meio dia, indica que o serviço já está normalizado, fato que ainda não se concretizou.

Anúncios

Seriais do Win7 que vazaram serão bloqueados

Seriais do Win7 que vazaram serão bloqueados

A Microsoft comunicou que os seriais do Windows 7 que vazaram recentemente em redes de compartilhamento da internet serão bloqueados. A versão disponível na web era originalmente direcionada para os fabricantes de computadores e age como uma chave central que ativa o sistema operacional já instalado nos equipamentos.

O diretor do setor de Windows da Microsoft, Alex Kochis, comunicou que a chave de ativação vai ser identificada como falsa pelo sistema de autenticação. A companhia informou também, que a cópia que caiu na rede estava com a fabricante Lenovo.

Kochis diz que os usuários que adquirirem os computadores Lenovo, no entanto, não serão prejudicados. Nenhum equipamento com chave de ativação inválida deve chegar ao mercado, dessa forma, não devem ocorrer problemas na atualização ou validação da plataforma.

Segundo a Microsoft, a meta da empresa é “proteger consumidores que compraram produtos sem saber se eles são originais”, comentou Kochis.

 

Celular recarregável com energia solar chega ao BR

Chega ao Brasil o Solar, celular da Samsung com bateria recarregável a base de energia solar. O produto foi apresentado em junho deste ano na Coréia e agora é lançado no mercado brasileiro em parceria com a operadora TIM.

O aparelho opera em redes GSM e possui funcionalidades simples, como rádio FM, viva-voz e lanterna embutida. O valor de venda do celular ainda não foi divulgado, no entanto, a operadora comunicou que com o plano Infinity 60, o celular sai de graça. No plano pré-pago, em São Paulo, o celular deve custar R$ 179,00.

O grande diferencial do aparelho fica por conta da placa que recarrega a bateria com energia solar. O sistema fornece autonomia de conversação entre cinco e dez minutos, a partir de uma hora de exposição ao sol.

 

Novo DVD chinês supera as vendas do Blu-ray

06/08/2009

 
Em menos de dois meses de lançamento, discos e players do formato CBHD (China Blue High Definition) já superam as vendas do Blu-ray no mercado chinês. Com incentivos e financiamento do próprio governo local, fabricantes chineses estão inundando o País com aparelhos CBHD, vendidos com campanhas publicitárias que clamam pelo “orgulho nacional” de produzir essa tecnologia.
 
    Na verdade,o CBHD é um descendente direto do HD-DVD, formato lançado pela Toshiba em 2007 e que acabou perdendo para o Blu-ray a chamada “guerra dos formatos”. Em fevereiro de 2008, a empresa japonesa anunciou que não iria mais fabricar o produto, deixando o mercado livre para o Blu-ray, lançado pela Sony.
 
Mas os chineses acusam a Sony e a Blu-ray Disc Association – que reúne mais de 100 fabricantes e produtores de filmes – de cobrar “royalties exorbitantes” pela licença para produzir discos e players nesse formato.
 
    Diante disso, e sob orientação do governo comunista chinês, alguns fabricantes do País negociaram diretamente com a Toshiba uma licença comum para utilizarem a base do HD-DVD e criarem um novo formato.
 
Os players CBHD (foto) estão sendo vendidos na China a preços que equivalem a cerca de 200 dólares, praticamente metade do que custa um player Blu-ray no mercado americano; os discos CBHD custam na China apenas US$ 4,50. A previsão da China High-Definition DVD Industry Association, que representa os fabricantes locais, é de vender nada menos do que 10 milhões de players até o final do ano.
    Clique aqui para ver o Guia do Blu-ray.
FONTE: The London Times

Office 2010 traduz textos em 16 idiomas

 

 
Postado por – Maurício Grego – 05/08/2009

 

Word 2010: na Faixa de Opções, os comandos de tradução ficam agrupados no botão Traduzir, que, por sua vez, faz parte da guia Revisão

O pacote da Microsoft agora tem recursos de tradução em quatro aplicativos: Word, OneNote, Outlook e PowerPoint.

No último post, comentei alguns dos novos recursos do Word 2010. Ficou faltando detalhar as mudanças nas funções de tradução, que veremos a seguir. O aplicativo, que é parte do pacote Office 2010, da Microsoft, está ainda em beta fechado. Deverá ficar pronto só no ano que vem. Para testá-lo, instalamos no INFOLAB a versão Technical Preview (build 14.0.4006). Quatro dos aplicativos do pacote – Word, OneNote, Outlook e PowerPoint – compartilham as mesmas funções de tradução de textos. Essas funções dependem de um serviço na web. Assim, só funcionam quando o micro está conectado à internet. Seria melhor se os dicionários e o mecanismo de tradução estivessem disponíveis também para instalação no próprio micro, dispensando a conexão com a internet para uso.

O Word 2007 tem dois comandos para tradução de trechos de texto. O primeiro mostra a tradução do trecho selecionado no Painel de Tarefas. O segundo apresenta uma dica de tela com a tradução de uma palavra quando se posiciona o mouse sobre ela. No Office 2010, a Dica de Tela de Tradução passa a se chamar Mini Tradutor. Além de mostrar a tradução do trecho selecionado, o Mini Tradutor oferece outras opções. Há um botão para copiar o texto para a Área de Transferência e outro que abre o Painel de Tarefas para exibir mais informações. Se o micro tiver o mecanismo Text-to-Speech, da Microsoft, instalado, é também possível ouvir a pronúncia do texto traduzido. O Mini Tradutor falhou algumas vezes durante o teste que fiz, o que é normal num programa ainda em fase beta. O Office 2010 ainda oferece um terceiro comando de tradução. Ele abre o navegador e envia o texto inteiro para ser traduzido por um serviço na web.

Como o Word 2007, o Office 2010 Technical Preview emprega o mecanismo de tradução do site WorldLingo como padrão. Desconfio que, na versão final, o mecanismo será o do Microsoft Translator, que agora vem sendo chamado de Bing Translator. A Microsoft já oferece um arquivo de configuração para as versões 2003 e 2007 que permite alterar o mecanismo padrão para usar o Bing Translator. Tentei usar esse arquivo com o Office 2010 mas não funcionou. Com o WorldLingo, o tradutor suporta 16 idiomas, incluindo o português do Brasil. Usei o aplicativo para traduzir, para o português, algumas frases em inglês, francês e alemão. Em geral, ele funciona razoavelmente bem. Mas há escorregões. A frase em inglês “I’m sorry”, por exemplo, foi traduzida para “Eu estou pesaroso”. A frase equivalente em francês, “Je suis désolé”, virou “É pesaroso”. O correto, é claro, seria “Desculpe-me” ou “Sinto muito”. Fazendo as mesmas traduções no site Bing Translator vem uma resposta mais próxima da correta: “Desculpa”.