Programas tentam evitar ataques contra celulares

Não trate seu celular como se ele ainda só fizesse e recebesse ligações. Esse é o principal conselho dado por Paulo Vendramini, diretor de engenharia de sistemas da Symantec para América Latina, aos usuários que ainda não perceberam que o dispositivo móvel também pode ser alvo de cibercriminosos. Symantec e McAfee propõem pacotes de softwares que incluem antivírus e antispam.

Vendramini conta que os conceitos básicos dos ataques a celulares seguem os mesmos dos feitos a notebooks e desktops. “A ideia é que você receba uma mensagem e ela tenha um atrativo, para que você acesse a internet e se exponha”, diz. Outro meio de estar ameaçado, segundo ele, é durante a troca de cartão de memória.

Reprodução
Tela do programa da Symantec na versão para empresas; celulares e smartphones começam a ser alvo de cibercriminosos
Tela do programa da Symantec na versão para empresas; celulares e smartphones começam a ser um dos alvos de cibercriminosos

Somando isso ao crescente número de troca de mensagens e acesso à internet, o celular se torna alvo dos cibercriminosos. Desde o início de 2009, pelo menos duas novas tentativas de ataque surgiram a cada semana tendo na mira os celulares, segundo estudo de segurança divulgado pela Cisco. De acordo com a empresa, esses dispositivos são uma “nova fronteira para fraudes, irresistíveis para criminosos”.

Para o novo problema, uma nova solução. Agora, os conselhos vão além do “desconfie de e-mails desconhecidos”, segundo o diretor da Symantec. “O usuário deve procurar uma solução para o telefone móvel, assim como compra pacotes para o desktop”, diz Vendramini.

Pacotes

A Symantec oferece dois tipos de pacotes. O Norton Smartphone Security é voltado ao usuário final e custa R$ 50 (www.symantecstore.com.br). O software ainda não tem tradução para o português e oferece serviços como antivírus, antispam e firewall.

O Symantec Mobile Security Suite é o pacote para empresas e tem preço variável, segundo a fabricante.

A McAfee traz o McAfee VirusScan Mobile, que é comercializado somente em sites dos EUA e não tem previsão de chegada ao mercado brasileiro. O pacote tem a intenção de proteger o usuário durante trocas de dados e mensagens.

Procurada pela Folha, a AVG informou que não tem nenhuma solução nesse sentido.

Ameaças inusitadas

Vendramini contou algumas das ameaças que foram relatadas à Symantec. Segundo ele, certos ataques fazem com que seu celular tire fotos de onde você estiver e as envie para uma galeria central.

Outros ativam o microfone do aparelho, sem que você perceba, para captar todo o áudio ao seu redor. Sem falar na que exporta a lista de contatos para um e-mail.

Leia mais

AMANDA DEMETRIO
da Folha de S.Paulo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: